Reações químicas e manutenção preventiva: A bateria é de Chumbo-ácido, selada, não necessitando de manutenção. As baterias emitem
gazes nos processos de carga e descarga e com isso dificilmente apresenta algum tipo de escorrimento no compartimento das baterias. Este
escorrimento é um ácido que pode corroer carpetes, plásticos e outros materiais. É importante e recomendável uma inspeção e limpeza
semanalmente. Recomenda-se a limpeza com jornal nas baterias e no seu Amigo. Outra reação química observada é a corrosão do pólo da bateria
denominada azinhavre ou zinabre. Esta reação que forma uma camada de cor verde claro é resultante da oxidação do cobre (material interno das
baterias). Neste caso, recomendamos a limpeza desligando as baterias de seu Amigo utilizando agua e uma escova trabalhando sobre uma
superficie forrada com jornal. Desta forma, verifica-se com os pólos das baterias sujos, as chances de ocorrer um mau contato durante o
funcionamento (principalmente em superfícies irregulares, aclives e declives) aumenta, provocando algumas paradas abruptas durante o uso. Por
isso os pólos das baterias devem ser constantemente verificados e limpos.

Baterias
Inspeção e Armazenamento das Baterias: Ao remover as baterias, não coloque numa superfície como carpetes, tecidos e alguns tipos de
plásticos. As baterias podem transpirar quando são carregadas, e esta transpiração pode atacar a plataforma ou o tratamento de peças metálicas.
É recomendado que se inspecione regularmente a região das baterias, fazendo uma limpeza com papel, jornal ou estopa. Armazene as baterias
em ambiente seco e fresco, sobre superfície de papelão ou madeira. Para evitar danos às baterias durante a armazenagem, não coloque-as com os
pólos de frente à frente, ou seja, positivo de uma com o negativo da outra.
Bateria VRLA GEL
Bateria VRLA AGM
Baterias Automotivas Solução Liquida
Baterias Estacionárias Solução Liquida
Autonomia: A autonomia das baterias está diretamente relacionada a quantidade de ciclos de carga e descarga e depende da frequencia do uso,
do meio ambiente (temperatura, umidade e superfície de utilização) e também de uma manutenção preventiva.

Vida Útil: A Condutron já trabalha com estes equipamentos há vários anos e as baterias que tiveram os melhores resultados são as do tipo VRLA
AGM (originais dos equipamentos
Amigo - veja abaixo). Informações e experiências de nossos clientes confirmam estes resultados de modo que
nos equipamentos
Amigo, a expectativa de vida do conjunto de baterias pode oscilar de 12 à 24 meses. Outro fator importante na vida útil das
baterias é não deixar que elas entrem em
Descarga Profunda (quando se continua andando com o equipamento após o Indicador de Nível de
Baterias estiver piscando no ultimo segmento).

Não conseguimos avaliar outras marcas de equipamentos, pois não conhecemos o sistema de tração, a potencia do motor, o tipo de controle
eletrônico e opcionais elétricos, que alteram a autonomia e vida útil das baterias.

Perda de autonomia: Após 12 meses de uso, a autonomia da bateria será de 45% a 75% MENOR em relação a uma bateria nova. Alguns
fatores externos que influenciam esta redução, alem do desgaste natural das baterias são a falta de calibragem e lubrificação nas rodas
pneumáticas (perda de até 20%), uso excessivo em superfícies irregulares, aclives e declives (perda de até 30%), sujeira e/ou falha no
funcionamento do freio eletromagnético (perda de até 20%), uso com Indicador de Nível de Baterias piscando(perda de até 30%) entre outros. Para
uma avaliação correta é necessário fazer um teste de descarga nas baterias, como única forma de detectar se elas estão habilitadas ao uso (se
retêm carga) ou não.

Influência da temperatura: As baterias indicadas pela Condutron suportam uma variação térmica de -20 ºC à 40ºC. Sendo que: Quanto menor a
temperatura ambiente, menor será o tempo de carga e a autonomia das baterias.

Ciclos de descarga: A Condutron acompanha juntamente com seus clientes, a autonomia e vida das baterias, um estudo que determina a vida
das baterias relacionando o numero de ciclos de carga com a porcentagem da capacidade da bateria analisando-as em diversas curvas de
consumo (niveis de descarga). Pelo gráfico, quanto maior o nível de consumo antes da recarga, menor será a expectativa de vida da bateria, e
consequentemente sua autonomia. Dessa forma, um nível de consumo de 30% (média do usuário por dia) equivale a 600 ciclos de recarga ou 1200
dias para que a bateria não retenha mais carga. Um nível de 50% equivale à 260 ciclos ou 520 dias e um consumo de 75% sem recarga (nível que
aciona o LED do painel a piscar intermitentemente) à 130 ciclos ou 390 dias.

Tipos de Baterias:

As baterias de CHUMBO ACIDO podem ser divididas em 3 grupos:

1) BATERIAS de CHUMBO ACIDO com SOLUÇÃO LIQUIDA (tipo automotivas e estacionárias e fabricadas no Brasil) : Vazam se forem viradas
de posição pois o acido é liquido que envolve a parte elétrica (eletrólito) e as caixas plásticas possuem respiros.

2) BATERIAS de CHUMBO ACIDO tipo VRLA AGM : NÃO vazam se forem viradas de posição, pois o acido está impregnado no tecido que
envolve a parte elétrica (eletrólito);

3) BATERIAS de CHUMBO ACIDO tipo VRLA GEL: NÃO vazam se forem viradas de posição, pois o acido é uma gelatina que envolve a parte
elétrica (eletrólito).
Amigo Mobility International
Made in USA
Navegacao Site: